segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Ministra Damares reage a caso de garoto chamado de 'imbecil' por portal da Globo - Desfile com Bolsonaro


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, classificou como “inadmissível” o insulto dirigido pelo portal G1, da rede Globo, ao menino que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na cerimônia do 7 de Setembro. Em um comentário, o portal chamou o menino de “moleque imbecil” e o mandou “se alfabetizar”. O portal afirmou que a conta foi “indevidamente utilizada”, mas não fez qualquer pedido de desculpas. 


Ouça: 


Damares Alves disse: 

INADMISSÍVEL!
Estamos lutando para proteger e defender crianças no Brasil, aí vem um inconsequente e ataca um menino publicamente de forma inaceitável. 
O menino foi submetido a constrangimento e humilhação pública.
Chega de ataques às crianças no Brasil!
O menino foi exposto publicamente por um funcionário de um órgão de imprensa. Já solicitei à secretaria dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes e à nossa assessoria jurídica que estude que medida poderá ser tomada”.
O procurador Aílton Benedito também se manifestou sobre o insulto e a nota pública do G1, questionando: “Nenhuma palavra que se pareça com pedido de desculpas ao menino ofendido e à sua família? Aguardam-se providências dos órgãos e instituições de defesa dos direitos da criança e do adolescente, Conselho Tutelar, Ministério Público, Poder Judiciário... “Criança Esperança”, com base no ECA.

O General Heleno também criticou o portal, dizendo: “Sensacional. Gol contra, de placa, a favor da desonestidade intelectual e da indignidade jornalística. Fatos como esse servem para  equilibrar um jogo desigual, entre os que têm espaço e más intenções de sobra e os que têm leis capengas para se defender de calúnias e má fé”. 

Leia também: 
Coronel Tadeu denuncia intimidação de Toffoli e Alcolumbre contra senadores que assinaram CPI Lava Toga


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, chegou a duvidar de que o comentário fosse verdadeiro. Weintraub disse: “Caso isso seja verdade, é inacreditável. Mesmo para a xxxxx da globo/marinho! O editor escrever isso, inaceitável!!! Espero que Deus devolva em dobro todo o mal que há dentro de vocês”. Após a confirmação de que o comentário foi realmente postado pelo perfil G1, Weintraub acrescentou: “Não é FAKE! O menino Ivo foi realmente ofendido na pág. oficial da globo/marinho. Por enquanto, vamos aos fatos: 1) o "pedido de desculpas" VAGABUNDO mostra a essência da globo/marinho; 2) a ofensa "acidental" demonstra o nível da ESCÓRIA na alta cúpula com acesso à edição. LIXO!”.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro manifestaram solidariedade ao menino, publicando imagens da participação dele no evento e de seu depoimento sobre o dia 7 de Setembro. Moro publicou uma imagem ao lado do menino, com a legenda: “Foto com o mais ilustre visitante da tribuna presidencial no sete de setembro”.

Veja também: 





Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...