segunda-feira, 29 de julho de 2019

Modesto Carvalhosa pede que ‘ministros decentes do STF’ afastem Toffoli do cargo


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa divulgou um texto em que pede aos “ministros decentes do STF” que revoguem decisões do atual presidente da Corte, Dias Toffoli, e que o afastem do cargo. Carvalhosa diz: “Mais do que revogar na quinta-feira próxima a decisão da impunidade dos criminosos, a Cidadania espera que os ministros decentes do STF suspendam de suas funções o seu atual presidente, face ao exercício ilegítimo e suspeito que tem feito daquele cargo”. 

Ouça: 


Leia o texto de Modesto Carvalhosa: 

Aproxima-se o fim do recesso do Supremo Tribunal Federal, que permitiu ao seu presidente-plantonista cometer mais um gravíssimo crime de responsabilidade ao trancar todas as investigações sobre lavagem de dinheiro promovidas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.
A decisão monocrática de Toffoli, dando “repercussão geral” ao seu infame despacho, exige que já no próximo dia 1º de agosto a ilustre Ministra Cármem Lúcia, como relatora do processo que serviu de pretexto para Toffoli obstruir as funções anti-lavagem de dinheiro do Banco Central, Receita e Coaf, revogue esse crime lesa-pátria cometido por seu colega presidente-plantonista que, além de blindar todos os corruptos do setor público e privado antes e agora investigados, coloca o Brasil entre os países marginais e por isso excluídos da luta internacional contra o crime organizado a cargo do GAFI - Grupo de Ação Financeira Internacional.
Leia também: 
Greenwald ‘talvez pegue uma cana aqui no Brasil’, diz Bolsonaro ao explicar que o americano não será deportado 

Mais do que revogar na quinta-feira próxima a decisão da impunidade dos criminosos, a Cidadania espera que os ministros decentes do STF suspendam de suas funções o seu atual presidente, face ao exercício ilegítimo e suspeito que tem feito daquele cargo. Não bastasse mandar censurar a imprensa e invadir domicílios, o atual presidente da Corte atenta contra a dignidade da Justiça, ferindo os preceitos dos Códigos de Ética da Magistratura e do próprio Supremo Tribunal Federal.
Constitui grave ofensa ao povo brasileiro a permanência do atual Presidente do STF no exercício do seu cargo. Impõe-se o seu imediato afastamento para que seja submetido a processo administrativo visando a sua demissão a bem do serviço público.
O Supremo Tribunal Federal precisa voltar a cumprir plenamente o seu papel de guardião da Constituição e defensor do Estado Democrático de Direito, o que será impossível se o seu atual presidente permanecer no cargo que não quer honrar.
Vamos ajudar os ministros e senadores a tomar decisões nos manifestando.
Veja também: 









Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...