segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

URGENTE: Grupo de militares se rebela contra o ditador Nicolás Maduro na Venezuela


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Na cidade de Cotiza, na Venezuela, um grupo de cerca de 40 oficiais militares da Guarda Nacional Bolivariana se rebelou contra o ditador Nicolás Maduro. Os oficiais foram sitiados no local por membros das Forças Armadas leais ao ditador, mas têm o apoio da população local, que foi às ruas e armou barricadas. 

Ouça: 


A rede NTN24Venezuela transmitiu diversas imagens que mostram a população nas ruas, realizando panelaços e gritando palavras de apoio aos rebeldes, mesmo com bombas lacrimogêneas. Nos vídeos, há pessoas gritando “não se entreguem”.  Há relatos de que o exército entrou nas casas e confiscou telefones celulares de todas as pessoas que estavam gravando as cenas. Da mesma forma, há relatos de que funcionários da NTN24Venezuela e da agência EFE foram obrigados a apagar imagens. 

Leia também: 

Em um vídeo que circula na internet, gravado pela manhã, um dos oficiais diz: “Não é isso que vocês queriam? Nós estamos aqui. Vamos restabelecer a ordem constitucional. Já basta!”. 

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, manifestou-se pelas redes sociais, dizendo: “O que acontece no comando da Guarda Nacional em Cotiza é uma mostra do sentimento generalizado que impera dentro das Forças Armadas. Nossos militares sabem que a cadeia de comando já está rompida, pelo usurpação do cargo presidencial. A Assembleia Nacional se compromete a dar todas as garantias necessárias aos membros das Forças Armadas que contribuírem ativamente para a restauração da Constituição. Não queremos que as Forças Armadas se dividam nem se enfrentem, queremos que se ponham, como um único homem, ao lado do povo e da Constituição, e contra a usurpação”.

Veja também: 









Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...