sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Toffoli pede ‘providências cabíveis’ contra auditores da Receita que investigam Gilmar Mendes


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Ao tomar conhecimento de que é investigado pela Receita Federal, o ministro Gilmar Mendes agiu rapidamente e enviou um ofício ao presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, pedindo a investigação dos responsáveis pelo procedimento fiscal e pelo vazamento à imprensa. 

Ouça: 


Gilmar Mendes argumenta que a divulgação indevida de documentos da Receita Federal a terceiros justifica “cuidadosa apuração administrativa e criminal”, e que a investigação “possui nítido viés de investigação criminal e aparentemente transborda do rol de atribuições dos servidores inominados”. 

Leia também: 

Para Gilmar Mendes, a investigação faz parte de uma “estratégia deliberada de ataque reputacional a alvos pré-determinados”, e que representa um ataque a todo o Judiciário nacional. 

A resposta não tardou. O ministro Dias Toffoli enviou ofícios à Procuradora-Geral da República, ao Ministro da Economia e ao Secretário da Receita Federal, solicitando “que sejam adotadas as providências cabíveis quanto aos fatos narrados pelo Ministro Gilmar Mendes, conforme cópia do ofício em anexo, consistentes na prática de atos ilícitos e respectivos responsáveis, os quais merecem a devida apuração”

Veja também: 









Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...