sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Titular da Assembleia Nacional da Venezuela se declara presidente interino e diz que vai convocar eleições


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, se declarou presidente interino do país em reação à usurpação do poder pelo ditador Nicolás Maduro. Segundo Guaidó, “ninguém tem dúvidas de que Maduro é um usurpador. Assim, assumindo minha responsabilidade com o povo da Venezuela, me dirijo a vós para clamar a rota para a liberdade. Com base nos artigos 233, 333 e 350 da Constituição, convoco eleições livres e a união do povo, das Forças Armadas e da comunidade internacional para fazer cessar a usurpação. Assumo o dever imposto pela Constituição e  art. 333, que obriga a todos os venezuelanos, investidos ou não de autoridade, a lutar pela restituição da ordem constitucional. Para converter isto em realidade, precisamos da somatória da força nacional e internacional para atingir sua plena aplicação. Assumindo a legitimidade que me dão os artigos 233, 333 e 350 da Constituição, convoco o povo da Venezuela, as Forças Armadas e a comunidade internacional para a conformação efetiva do Governo de transição”.


Ouça: 


O Secretário Geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro, manifestou apoio: “Saudamos a posse de Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela conforme o artigo 233 da Constituição. Tem o nosso apoio, o da comunidade internacional e do Povo da Venezuela”. 

Ontem, o Brasil já tinha reconhecido a Assembleia Nacional como titular da autoridade executiva na Venezuela.

Leia também:
‘Eleições na Venezuela não foram livres nem justas’, declara União Europeia
Justiça bloqueia R$ 45,6 milhões de Pezão, ex-governador do Rio


Veja também: 










Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...