quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Bolsonaro diz que cubanos que já deixaram o País eram militares e agentes infiltrados


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Durante entrevista em que confirmou as indicações de ministros para a Saúde e a Controladoria-Geral da União, o presidente eleito Jair Bolsonaro falou sobre os 196 cubanos que deixaram o País imediatamente após o anúncio de que Cuba abandonaria o programa Mais Médicos. Bolsonaro disse: “Desde há 5 anos quando a MP do Mais Médicos chegou na Câmara eu vinha criticando o fato de não poder trazer a família pra cá. Isso é desumano, a questão do salário e a questão também de não ter uma comprovação mínima que seja se são médicos ou não. Isso vai ser normalizado. Agora, os primeiros que saíram dos 200, no meu entendimento, são militares e agentes cubanos que estavam aqui dentro”.


Ouça: 


Leia também: 

Veja também: 












Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...