terça-feira, 31 de julho de 2018

'O Lula controla tudo no PT. Ninguém abre a boca no PT sem primeiro perguntar pro Lula', dizia Hélio Bicudo; relembre

Imagem: Reprodução / TV Cultura
Em participação no programa Roda Viva, da TV Cultura, durante o impeachment de Dilma, o jurista Hélio Bicudo, falecido hoje, defendeu que o ex-presidente Lula é responsável pela decadência do Partido dos Trabalhadores. "Eu acho que o PT não tem futuro. O PT, como partido, desapareceu. Tem uma pessoa que é o Lula. O resto não é nada", disse Bicudo. O jurista acrescentou: "Ninguém abre a boca no PT sem primeiro perguntar pro Lula se pode abrir a boca". 

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Faltam menos de 120 assinaturas para que 'petição anti-Toffoli' atinja 300 mil apoiadores


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O abaixo-assinado que pede que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo deve atingir a marca de 300 mil assinaturas ainda esta noite. A petição foi divulgada pelo jurista Modesto Carvalhosa, que lançou uma campanha nacional nesse sentido. Na mesma data, um novo pedido de impeachment do ministro foi protocolado no Senado. A petição pode ser acessada neste link.

sábado, 28 de julho de 2018

Votos brancos e nulos não funcionam nem como protesto, diz Deltan Dallagnol; assista

Imagem: Théo Marques / Estadão
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato gravou um vídeo para explicar que votar nulo ou em branco não funciona nem como protesto, pois os eleitores que deixam de votar transferem para uma minoria a escolha dos representantes dos cidadãos. 

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Promotor defende prisões preventivas para corruptos: 'prisão somente após muitos anos equivale à consagração da impunidade'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor de Justiça Marcelo Batlouni Mendroni, em artigo publicado no jornal O Estado de S. Paulo, respondeu às pessoas que se dizem "chocadas" com prisões de corruptos antes da conclusão do processo ou mesmo após a condenação em segunda instância. Para o promotor, "em qualquer país sério, a prisão preventiva seria a única hipótese considerada pela justiça, mas como o Brasil não é um País sério, o que choca é a prisão, quando deveria ser a corrupção". O promotor explica que "prisão somente após muitos anos, somente com a decisão do STF, equivale à consagração da impunidade".

quinta-feira, 26 de julho de 2018

'E se nossos representantes fossem sorteados, ao invés de eleitos?', questiona economista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O economista Ricardo Amorim propôs, em sua coluna no jornal Gazeta do Povo, um exercício de imaginação: "Como melhorar a democracia? Tem surgido algumas soluções criativas. Apesar de ainda ser muito cedo para dizer se elas são melhores do que o que temos, é bom ficar de olho. Uma delas parece meio maluca, mas não é: e se a gente substituísse a eleição de nossos representantes todos, ao menos para o Congresso, por sorteio? Algumas vantagens. Os gastos que nós temos com as eleições e partidos, acabariam. Por consequência, economizaríamos milhares de reais que poderiam ser usados para ações na saúde e educação e outras coisas. A gente não teria mais oposição, porque os representantes foram escolhidos de forma aleatória. Isso quer dizer que deixaríamos de ter grupos políticos jogando para que o país não funcione. De quebra, acabamos com os políticos profissionais, porque ninguém ficaria por mais de um mandato e reduziríamos muito a corrupção de grupos que se apoderam do poder em seu benefício. E quem vai ser esse Congresso? Será que seria muito diferente do que é hoje?".

quarta-feira, 25 de julho de 2018

'A classe política quer tutelar a Justiça. Quer retornar ao período em que a justiça só alcançava pobres, pardos e prostitutas', diz procurador da Lava Jato

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O procurador da força-tarefa da Lava Jato Carlos Fernando dos Santos Lima fez um importante alerta, após as declarações do presidenciável Ciro Gomes, que disse que a esquerda precisa vencer para colocar juízes e procuradores "em suas caixinhas" para soltar Lula. Lima alertou: "A classe política quer tutelar a Justiça. Quer retornar ao período em que a justiça só alcançava pobres, pardos e prostitutas. Quando falam que o Ministério Público e o Judiciário devem retornar para a "caixinha", isso significa que desejam a manutenção de todos os desmandos, do patrimonialismo, dos conchavos e da apropriação privada dos bens públicos, tudo quanto foi revelado pela Operação lava Jato. Se não houver resistência da sociedade brasileira, o cinismo prevalecerá". 

'Diferentemente dos investigados poderosos, seu processo nem foi analisado', diz Deltan Dallagnol sobre homem cego que recorreu ao STF

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato Deltan Dallagnol lamentou o tratamento diferenciado dado a criminosos poderosos nas Cortes Superiores: "Arthur Rocha, cego e preso, escreveu carta ao STF na esperança de conseguir a liberdade. Ficou animado ao ouvir que tantos presos da Lava Jato foram soltos em habeas corpus. Mas, diferentemente dos investigados poderosos, seu processo nem foi analisado".

'Isso só seria verdade se o nosso povo fosse do tipo que se apaixona pelo estuprador', retruca general sobre pesquisa que do Datafolha que coloca o PT como partido mais querido pelos brasileiros

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Paulo Chagas ironizou uma pesquisa que mostra o Partido dos Trabalhadores como o mais querido pelos brasileiros: "Segundo o Data-Folha, o PT é o partido mais querido dos brasileiros. Isso só seria verdade se o nosso povo fosse do tipo que se apaixona pelo estuprador...".

segunda-feira, 23 de julho de 2018

'Imposto sindical é atraso. É o passado que não quer passar', diz procurador Júlio Marcelo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador de contas Júlio Marcelo de Oliveira criticou as negociações para oferecer apoio político a candidatos em troca da volta do imposto sindical: "Imposto sindical é atraso. É o passado que não quer passar. Dinheiro arrancado do trabalhador, usado sem nenhum transparência para manter as benesses de uma casta de líderes sindicais. Perguntem aos trabalhadores se eles querem isso. Claro que não querem!". 

sexta-feira, 20 de julho de 2018

'Eu leio esse tipo de notícia e fico pensando: "Será que esse pessoal não entendeu nada?"', desabafa Janaína Paschoal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal, comentando uma notícia sobre a formação de alianças para a disputa da Presidência, desabafou contra a naturalidade com que se fazem e noticiam negociatas na disputa do poder: "Eu leio esse tipo de notícia e fico pensando: 'Será que esse pessoal não entendeu nada?'. Não falo só dos políticos, falo também dos analistas, que acham isso tudo normal".

Enquanto o ditador da Nicarágua continuava a massacrar seu povo, o Foro de São Paulo confraternizava em Cuba, solidarizando-se com ele, diz procurador

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Na Nicarágua, o número de mortos pelo ditador Daniel Ortega nos últimos três meses já se aproxima de 400 - mais do que em 20 anos de regime militar no Brasil. Embora a comunidade internacional esteja se posicionando contra o ditador e exigindo providências, o Foro de São Paulo ainda apoia Ortega. O procurador Aílton Benedito nota: "Mais um tirano bolivariano massacra o próprio povo em nome do socialismo do século XXI. A Nicarágua engolida pela barbárie. A repressão da tirania socialista de Daniel Ortega contra protestos repete todos os ingredientes da crise venezuelana. Do lado de Ortega, apenas o Foro de São Paulo, incluindo o Partido dos Trabalhadores. Enquanto o nicaraguense continuava a massacrar seu povo, a entidade que reúne as esquerdas latino-americanas confraternizava em Cuba, solidarizando-se com Ortega".

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Tumulto permanente em torno da prisão de Lula mostra que o PT e a esquerda desistiram da disputa política democrática, diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista J. R. Guzzo, da revista Veja, explica que o desrespeito assumido às instituições, que o PT adotou, indica que o partido não está mais   preocupado  em respeitar o jogo democrático: "O tumulto permanente criado em torno da prisão de Lula, com exigências diárias de privilégios, desrespeito às regras e aberta agressão ao judiciário mostra que o PT-esquerda desistiram da disputa política democrática. O 'Lula Livre' é uma aposta 'all in' na virada de mesa"'.

'É uma aula meia-boca de como fazer uma reportagem falsa sobre notícias falsas', diz investidor sobre programa da Globo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O investidor Leandro Ruschel analisou a reportagem do programa Profissão Repórter, alegadamente sobre "fake news", que, segundo ele, "é uma aula meia-boca de como fazer uma reportagem falsa sobre notícias falsas". Ruschel enumera algumas das falhas do programa, mostrando que os jornalistas utilizaram um duplo padrão de avaliação, simplesmente declarando que páginas de direita são "fake news" enquanto deixavam de checar fatos apresentados como verdadeiros por páginas de esquerda. 

'O sabão que a Ministra Laurita Vaz passou no desembargador aloprado deveria ser emoldurado e colocado na parede', afirma jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Ao negar habeas corpus ao ex-presidente Lula, a  ministra Laurita Vaz, presidente do Superior Tribunal de Justiça, aproveitou para criticar duramente a atitude do desembargador Rogério Favreto, que concedeu um habeas corpus ilegal. Para a ministra, a decisão de Favreto foi “inusitada e teratológica”. O jornalista Alexandre Borges elogiou a ministra: "O sabão que a Ministra Laurita Vaz passou no desembargador aloprado deveria ser emoldurado e colocado na parede".

Abaixo-assinado para que Toffoli não seja presidente do Supremo passa das 250 mil assinaturas e dispara

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O abaixo-assinado que pede que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo disparou, passou da marca de 250 mil assinaturas, e já acumula 264.816 apoios. A petição foi divulgada pelo jurista Modesto Carvalhosa, que lançou uma campanha nacional nesse sentido. Na mesma data, um novo pedido de impeachment do ministro foi protocolado no Senado. A petição pode ser acessada neste link.

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Ciro praticou mais um crime ao ameaçar o promotor, explica professor de Direito Penal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O promotor de Justiça e professor de Direito Penal Rogério Sanches Cunha explicou que, ao xingar e ameaçar um membro do Ministério Público por abrir investigação contra ele, Ciro Gomes cometeu novo crime. 

Psiquiatra lança campanha: 'Não vamos reeleger ninguém, essa é a nossa arma para limpar a política'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A psiquiatra Ana Beatriz Barbosa, conhecida por sua série de livros de divulgação sobre doenças mentais, lançou-se em uma campanha pela não-reeleição de políticos, em 2017. Para a médica, não reeleger ninguém é a forma de "ajudar a limpar as instituições políticas". 

'A fala assusta pelo aviso de que, se eleito presidente, se vingará', diz Janaína Paschoal sobre Ciro

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal apontou que, embora o xingamento de Ciro Gomes a um promotor seja grave, a ameaça de que pretende usar um cargo público para prejudicar um membro do Ministério Público por questões pessoais é ainda mais grave: "A fala do candidato Ciro Gomes, relativamente ao promotor de justiça que requisitou instauração de inquérito para investigá-lo, não assusta pelo xingamento. A fala assusta pelo aviso de que, se eleito presidente, se vingará. Uso de cargo público para questões pessoais? Triste!".

terça-feira, 17 de julho de 2018

Procurador Júlio Marcelo critica soltura de chefe do tráfico: 'a mensagem que passa é de absoluta impunidade para quem tiver dinheiro'

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O procurador de contas Júlio Marcelo de Oliveira dirigiu duras críticas à decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, que concedeu habeas corpus a um chefe do tráfico, condenado em segunda instância, para reforçar seu argumento de que o tribunal deveria rediscutir as prisões em segunda instância. Para Júlio Marcelo, "a mensagem que essa soltura passa é de absoluta impunidade para quem tiver dinheiro para contratar advogados que interponham sucessivos recursos e HCs até o glorioso momento da prescrição penal, símbolo maior da falência de nosso sistema penal e de nossa falta de bom senso". O traficante deveria ter continuado preso, já que havia outros mandados de prisão contra ele, mas foi solto por "erro" e permanece livre. 

segunda-feira, 16 de julho de 2018

'Se a população deixar que aprovem as leis que estão gestando no Congresso Nacional, só restarão escombros do Brasil', diz procurador da Lava Jato

Imagem: Rodolfo Buhrer / Estadão
O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba, alertou contra os esforços do Congresso para frear as ações contra a corrupção: "O Antagonista diz que 'Rodrigo Maia e seus parceiros fecharam um acordo para atacar o Judiciário depois do recesso'. Enquanto há um esforço da sociedade para superar os problemas brasileiros, nepotismo, coronelismo, apropriação privada dos bens públicos, gigantismo do Estado, falta de espírito público, dentre outros, a pauta do Congresso Nacional é a dilapidação das contas públicas e, agora, a vingança contra o Ministério Público e Judiciário. O que eles desejam é a volta ao tempo em que não sabíamos das manobras de gabinete, dos acertos de corredor, do clientelismo e corrupção. Se a população deixar que aprovem as leis que estão gestando no Congresso Nacional, só restarão escombros do Brasil".

domingo, 15 de julho de 2018

'Temos uma espécie de liquefação dos partidos políticos. Eles perderam o caráter de liderança social, política e institucional', diz professor

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Roberto Romano, professor de Ética e Filosofia da Unicamp, enfatizou a perda de confiabilidade da população nos partidos políticos. Para o professor, o alto número de eleitores indecisos e dos que pretendem anular os votos está relacionado a essa falta de confiança: "Esse aumento exponencial dos indecisos tem a ver com a queda cada vez mais célere da confiabilidade nas instituições de Estado e nos partidos políticos. Temos uma espécie de liquefação dos partidos políticos. Eles perderam o caráter de liderança social, política e institucional. Isso se reflete na incerteza do voto. Não há um programa de governo coerente, um programa de modificação do Estado ou de melhoria da sociedade. O que há é a guerra pelo voto em prol do voto".

sábado, 14 de julho de 2018

Petição pelo impeachment de Gilmar Mendes bate a marca de 2 milhões de assinaturas

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Um abaixo-assinado que pede o impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, atingiu a marca de 2 milhões de assinaturas. Para consultar o abaixo-assinado, clique neste link.

'Soltar bandidos virou programa partidário', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Felipe Moura Brasil resumiu a estratégia petista para soltar Lula: "após tentar (via TRF-4) abrir as portas da cadeia para qualquer presidiário que se diga pré-candidato, petistas apostam na tentativa (via STF) de abrir as portas da cadeia para todos os criminosos condenados em segunda instância. Soltar bandidos virou programa partidário". 

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Mulheres reagiram à altura da ação tresloucada dos 'aloprados' petistas e do desembargador Favreto, diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A jornalista Eliane Cantanhêde, em coluna no jornal O Estado de S. Paulo, ressalta a ação de três mulheres na reação à tentativa de soltar o ex-presidente Lula com um habeas corpus ilegal. Cantanhêde ressalta a firmeza e agilidade das decisões das presidentes do STJ e do STF e da Procuradora-Geral da República: "Contrariando o estereótipo de mulheres delicadas, medrosas e frágeis, Laurita, Cármen e Raquel foram fortes na defesa das instituições que comandam, ou, como diz Raquel, contra “a exposição do Poder Judiciário brasileiro (...) a sentimentos que variaram de insegurança à perplexidade, da instabilidade ao descrédito”. Isso não poderia passar em branco. E não passou. A reação é à altura da ação tresloucada".

Ao fim do segundo dia, abaixo-assinado para que Toffoli não seja presidente do STF passa a marca de 100 mil assinaturas

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Um abaixo-assinado para que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo Tribunal Federal recebeu 100 mil assinaturas ao final do segundo dia de seu lançamento. A petição tinha atingido 50 mil assinaturas durante a manhã, mas disparou durante o dia e atingiu a marca de 100 mil ao final do dia. A petição foi divulgada pelo jurista Modesto Carvalhosa, que lançou uma campanha nacional nesse sentido. Na mesma data, um novo pedido de impeachment do ministro foi protocolado no Senado. A petição pode ser acessada neste link.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Abaixo-assinado pelo impeachment de Gilmar Mendes fica a 5 mil assinaturas da marca de 2 milhões

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A petição que pede o impeachment do ministro Gilmar Mendes segue se aproximando da marca de 2 milhões de apoios. Até a conclusão deste artigo, o número de apoios era 1.995.002. Para consultar o abaixo-assinado, clique neste link.

Juízes e promotores de carreira é que devem chegar aos mais altos cargos da Justiça, defende promotor: 'Nada de escolhas por políticos!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Os presidenciáveis precisam se manifestar sobre suas propostas para uma reforma do Judiciário, defende o promotor Rodrigo Merli Antunes, que atua no Tribunal do Júri de Guarulhos. O promotor pede a "reforma que vários políticos não querem, ou seja, aquela que diz respeito às nomeações políticas para os tribunais em geral, especialmente para as cortes superiores". Para Antunes, os juízes e promotores de carreira "é que devem chegar aos mais altos cargos da justiça, sempre por competição interna e por critérios de antiguidade e merecimento. Nada de escolhas por políticos!". 

quarta-feira, 11 de julho de 2018

'Enquanto Lula estiver preso, nós não vamos ajudar em nada no processo de estabilização do país', diz Gleisi

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Ao anunciar sua viagem a Cuba, para participar da reunião do Foro de São Paulo, a senadora e presidente do PT garantiu que seu partido não pretende colaborar para a estabilização do país. Segundo o Valor, Gleisi afirmou: "Enquanto Lula estiver preso, nós não vamos ajudar em nada no processo de estabilização do país". Ela prosseguiu: "Acho que [o impedimento de Lula concorrer] vai criar uma grande instabilidade. E não contem com o PT para ajudar a reestabilizar. Ou o devido processo legal é restaurado, e para todos, ou não contem [com o PT]. Porque eles não têm capacidade política nem autoridade institucional para conduzir o país. O primeiro problema que der, eles vão ver."

Modesto Carvalhosa convoca a população a assinar petição para impedir que Toffoli assuma a Presidência do STF

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa, que nesta manhã iniciou uma campanha para que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo Tribunal Federal, lançou uma petição para que os cidadãos se manifestem. A petição pode ser acessada neste link

General Mourão homenageia Moro e Thompson Flores: 'gigantes morais se elevaram acima do caos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O General Hamilton Mourão, presidente do Clube Militar, homenageou o juiz Sérgio Moro e o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, desembargador Thompson Flores, por terem evitado a libertação do ex-presidente condenado Lula com o habeas corpus ilegal do desembargador Rogério Favreto:  "No último domingo, dia 08 de julho, ante o insidioso assalto à justiça, propiciado pelo conluio entre adeptos do ex-Presidente e um magistrado comprometido ideologicamente, o País viu que nem tudo está perdido e que gigantes morais se elevaram acima do caos em que vivemos".

Janaína Paschoal faz apelo: 'Não dá mais para pensar em carreiras pessoais! Se o Brasil for para o buraco, todos nós vamos junto!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Durante o desenrolar da confusão criada pelo desembargador Rogério Favreto, que concedeu um habeas corpus ilegal para tentar libertar o ex-presidente condenado Lula, a jurista Janaína Paschoal cobrou um posicionamento forte da Ordem dos Advogados do Brasil. Para Janaína, a OAB tinha o dever de se posicionar em prol do cumprimento das leis. 

'É preciso abrir uma investigação policial para reconstituir o golpe dado na justiça pelo empregadinho do PT no TRF-4', afirma economista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O investidor Leandro Ruschel pediu providências contra o desembargador Rogério Favreto, que mandou soltar - três vezes - o ex-presidente Lula, desrespeitando decisões do próprio Tribunal, das cortes superiores e do CNJ: "É preciso abrir uma investigação policial para reconstituir o golpe dado na justiça pelo empregadinho do PT no TRF-4. Há indícios claros de conchavo entre os deputados petistas e o desembargador plantonista".

terça-feira, 10 de julho de 2018

Desembargador 'quis criar fato político' sobre Lula, diz ex-ministra do STJ

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A ex-corregedora nacional de Justiça e ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon disse que o desembargador Rogério Favreto "enxovalhou o Judiciário" e defendeu que ele seja investigado por possível falta disciplinar. Reconhecida por chefiar com rigor o CNJ quando foi corregedora, defendendo punição a juízes suspeitos de irregularidades - a quem chamava de "bandidos de toga" - Eliana Calmon não poupou críticas ao desembargador que mandou soltar Lula.

'O PT rasgou todo e qualquer princípio, mandou às favas todo e qualquer escrúpulo neste domingo', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jornalista Vera Magalhães, em programa da Jovem Pan, questionou os rumos que o Partido dos Trabalhadores pode tomar após a manobra para tentar tirar Lula da cadeia com um habeas corpus ilegal concedido por desembargador petista durante o plantão. Vera Magalhães afirma:  "O PT rasgou todo e qualquer princípio, mandou às favas todo e qualquer escrúpulo neste domingo. O que lhe restava em termos de escrúpulo, o partido fez questão de jogar na lata do lixo em nome de uma saída, ainda que fosse fugaz, do Lula da cadeia".

'O golpe teve a exata dimensão moral, política e profissional de quem o engendrou: inábil, barulhento e incompetente', diz editorial do Estadão sobre tentativa de livrar Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em editorial, o jornal O Estado de S. Paulo explica a "manobra canhestra" tentada pelo PT para libertar Lula e reforça seu explícito caráter político. O editorial alerta: "Ao contrário do que pretendiam os impetrantes do habeas corpus, o Poder Judiciário assegurou que as decisões judiciais são ainda cumpridas. Mas é preciso constante vigilância, pois sempre há aloprados dispostos a subverter o regime das leis".

'O ministro Toffoli e quem o leva a sério insistem todos os dias em tratar o Brasil como um país de idiotas', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista J. R. Guzzo, em artigo publicado na revista Veja, alerta que o ministro Dias Toffoli está prestes a se tornar o presidente do Supremo Tribunal Federal. Para o jornalista, a população não tem motivos para acreditar que o ministro, indicado pelo PT, possa trabalhar de forma isenta nessa função: "O ministro Toffoli e quem o leva a sério, a começar pelos colegas que o chamam de excelência, pela mídia e pelo mundo oficial, insistem todos os dias em tratar o Brasil como um país de idiotas".

segunda-feira, 9 de julho de 2018

'O PT há muito tempo não é mais um partido político. É uma seita repleta de homens bomba dispostos a explodir um país para salvar seu guru', diz advogado

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O advogado Rafael Rosset alertou para o estratagema utilizado pelo PT para evitar que o ardor da militância esfriasse: "Nunca esperaram que Lula seria solto, apenas criaram um fato político. Um HC que provavelmente já estava redigido há semanas, apenas aguardando pelo juiz certo de plantão, um disposto a martirizar a toga em nome do seu deus de nove dedos. Prova disso é que a esgotosfera já estava de sobreaviso. Minutos depois de concedido o salvo conduto, antes de qualquer jornalão ter a notícia, Manoela D'Ávila, Guilherme Boulos, Flavio Dino, Gleisi Hoffman e Lindberg Farias já arregimentavam seus soldadinhos nas redes sociais. Deram mais uma pincelada na imagem de "preso político" da alma mais honesta do Brasil, e reavivaram a militância. O PT há muito tempo não é mais um partido político. É uma seita repleta de homens bomba dispostos a explodir um país para salvar seu guru".

Abaixo-assinado pedindo impeachment de Toffoli, Gilmar e Lewandowski passa a marca de 100 mil assinaturas

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Um abaixo assinado recente que pede o impeachment de três ministros do Supremo Tribunal Federal - Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowsk - ultrapassou a marca de 100 mil assinaturas. A petição pode ser consultada neste link. Um abaixo-assinado anterior, que pede o impeachment do ministro Gilmar Mendes, aproxima-se de dois milhões de assinaturasPara consultar este abaixo-assinado, clique neste link.

'Tudo leva a crer que houve uma manobra astuciosa e milimetricamente calculada, visando negar a própria justiça', diz promotor

Imagem: Reprodução / Twitter
O promotor Roberto Livianu, em artigo publicado no jornal O Estado de S. Paulo, repudiou a manobra utilizada pelos deputados petistas capitaneados por Wadih Damous, pedindo um habeas corpus durante o plantão de um desembargador que tem profundos laços com o petismo. Para Livianu, "o sistema de justiça não pode ser invocado nem se prestar a este tipo de jogada, como na mesa de pôquer e necessariamente precisa oferecer segurança jurídica à sociedade".

domingo, 8 de julho de 2018

'Vergonha alheia ganhou hoje uma nova dimensão', diz o procurador Júlio Marcelo

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador de contas Júlio Marcelo de Oliveira ironizou a atuação do desembargador Rogério Favreto, que mandou soltar o ex-presidente Lula três vezes no mesmo dia: "Vejam a situação. Por acaso um desembargador está de plantão hoje... Oh, por acaso surgiu um habeas corpus para libertar o líder do partido ao qual foi filiado e para quem trabalhou no governo! Seria ele suspeito? Por que seria? Vergonha alheia ganhou hoje uma nova dimensão".

'Parabenizo o Delegado da Polícia Federal, que teve a coragem de questionar ordem manifestamente ilegal', diz Janaína Paschoal

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal parabenizou a Polícia Federal por não obedecer à ordem ilegal exarada pelo desembargador Rogério Favreto: "Parabenizo o Delegado da Polícia Federal, que teve a coragem de questionar ordem manifestamente ilegal! Ordem manifestamente ilegal não se cumpre, por dever de ofício!".

'Agiu como militante partidário', diz senador sobre desembargador que mandou soltar Lula

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O senador José Medeiros resumiu a atitude do desembargador Rogério Favreto, que, durante plantão, mandou soltar o ex-presidente Lula, contrariando decisões superiores: "Agiu como militante partidário". O desembargador foi filiado ao PT durante cerca de 20 anos e se desfiliou para assumir o cargo. 

URGENTE: Delegado vai representar ao CNJ e à Corregedoria contra desembargador petista que mandou soltar Lula; assista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O deputado Delegado Francischini garantiu, em vídeo, que vai representar junto ao Conselho Nacional de Justiça e à Corregedoria contra o desembargador petista que mandou soltar Lula em desobediência a decisões superiores. Para o delegado, o desembargador cometeu crime de tráfico de influência ou mais grave. 

'Ainda bem que o Judiciário não é formado apenas por quem ignora a lei em benefício de sua preferência política', diz Reale Jr. sobre decisão de desembargador petista

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O professor Miguel Reale Jr. criticou duramente a decisão do desembargador Rogério Favreto de soltar o ex-presidente condenado Lula, em desobediência a decisões superiores: "Em plantão judicial, sem fato novo, decidiu o Desembargador Favreto, sem ser competente, em afronta ao decidido pelos tribunais superiores. Posição como esta vem em desprestígio do Judiciário, que ainda bem não é formado apenas por quem ignora a lei em benefício de sua preferência política". O desembargador Rogério Favreto foi filiado ao PT por 20 anos e se desfiliou para assumir o cargo. 

sábado, 7 de julho de 2018

Janaína Paschoal externa emoção após participar de homenagem do Exército a Mário Kozel Filho, soldado morto por terroristas comunistas

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A jurista Janaína Paschoal participou da homenagem do Exército a Mário Kozel Filho, assassinado em um atentado terrorista perpetrado pelo grupo ao qual pertencia a ex-presidente Dilma: "Tive a honra de participar da Homenagem feita ao Sargento Mário Kozel Filho, pelos 50 anos de seu falecimento. Além de merecida, a homenagem foi muito emocionante. Uma verdadeira aula de civismo!". 

Senadora Ana Amélia propõe fim do mandato vitalício para o STF

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A senadora Ana Amélia Lemos, autora do substitutivo à PEC nº 35, aprovada na Comissão de Constituição e Justiça no Senado para mudar a forma de indicação de ministros e acabar com o mandato vitalício no Supremo Tribunal Federal, reforçou a necessidade de fazer a proposta avançar: "A sociedade apoia o fim do mandato vitalício no STF. A nova composição da Corte acabará com a influência política. Já foi aprovado, no CCJ, o substitutivo que fiz para essa mudança". 

'Olho no lance!', diz jurista Modesto Carvalhosa sobre notícia de que IDP, de Gilmar Mendes, recebeu R$12 milhões

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jurista Modesto Carvalhosa comentou a notícia de que o Instituto de Direito Público, do qual o ministro Gilmar Mendes é acionista, recebeu R$ 12 milhões de dinheiro público, além dos patrocínios milionários que costuma receber de empresas. Carvalhosa alertou: "Já dizia o locutor esportivo: - 'Olho no lance!'".

sexta-feira, 6 de julho de 2018

'Enquanto assistimos a Copa pela TV, tem time entrando em outro campo pra atacar a Lava Jato', diz Deltan Dallagnol

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba alertou os brasileiros que os esforços pró-corrupção não têm trégua: "Enquanto assistimos a Copa pela TV, tem time entrando em outro campo pra atacar a Lava Jato. É importante torcermos pelo Brasil dentro e fora de campo".

Jornalista ridiculariza Toffoli após decisão: 'ortopedista da seleção carcerária'

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Guilherme Fiúza ironizou a seletividade do ministro Dias Toffoli na aplicação das leis, evidenciada na soltura de seu ex-chefe José Dirceu. O jornalista atribuiu, ironicamente, a frase fictícia "Existem tornozelos e tornozelos" a Toffoli, alcunhando-o de "ortopedista da seleção carcerária".

A sociedade precisa se mobilizar pela campanha Unidos Contra a Corrupção, afirma procurador da Lava Jato

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, vem alertando sobre os riscos que a operação corre. Dallagnol pediu apoio ao projeto Unidos Contra a Corrupção: "a Operação Lava Jato vem sofrendo ataques. Depois das eleições, ficará pior. Por isso, é tão importante que a sociedade se mobilize pela campanha Unidos Contra a Corrupção".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...