quinta-feira, 18 de maio de 2017

Temer diz que dinheiro da Friboi para Cunha foi 'ajuda humanitária' para sua família não passar necessidade


Imagem: Montagem Ilustrativa / Correio do Poder
O presidente Michel Temer tem dado explicações a amigos e conselheiros próximos sobre as razões que o teriam levado a incentivar o empresário Joesley Batista, da JBS, a dar dinheiro a Eduardo Cunha e ao doleiro Lucio Funaro, que estão presos.

Segundo os relatos, Temer saberia que a família de Cunha passa por grandes dificuldades financeiras, já que ele está com todos os bens bloqueados. Por isso, ao ouvir de Joesley que o empresário estava pagando uma mesada ao parlamentar, o presidente apoiou a iniciativa.

"Foi tudo num contexto humanitário. O presidente diz que jamais pensou que isso poderia beneficiá-lo com o silêncio do Cunha", diz um amigo que conversou com o presidente.

No áudio da gravação feita por Joesley e entregue ao Ministério Público Federal, o empresário diz que fazia pagamento a Cunha e a Funaro para que ficassem em silêncio sobre irregularidades envolvendo aliados. Temer então teria respondido: "Tem que manter isso, viu?".

Leia também:
Juristas dizem que Cardozo cometeu crime ao informar Dilma sobre operações da PF
'A palavra final [dos esquemas] tinha de ser sempre do chefe, e o chefe era Lula', denuncia marqueteiro João Santana

Veja também: 





Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo
Editado por Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...