domingo, 5 de fevereiro de 2017

Até Stalin respeitou mais a morte da esposa do que Lula


Imagem: Reprodução
O ícone dos projetos totalitários, Josef Stálin, era conhecido por ter muitas amantes, muito antes de se tornar um ditador. Sua primeira mulher, Ekaterina Svanidze, morreu em 1910.

O bolchevique ficou arrasado, na época, e disse: “Essa criatura amoleceu meu coração de pedra. Agora está morta, e com ela morreram meus sentimentos pelos seres humanos”, disse Stálin. Stálin teria colocado a mão no coração e acrescentou: “É tudo tão desolador aqui dentro, tão indescritivelmente desolador!”

O autor Nigel Cawthorne, de “A Vida Sexual dos Ditadores”, comenta: “Milhões morreram em conseqüência”.

Enquanto isso, Lula optou por politizar a morte de sua esposa Marisa Letícia, o que está gerando alto nível de indignação perante o povo.

Veja também: 






 

Por Renzo Brickmann
Jornalivre
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...