terça-feira, 17 de outubro de 2017

'O PT fez o seu teatro ético hoje, mas adorou ver Aécio Neves se safar. Um por todos, todos por um, num Senado com mais da metade investigada', afirma jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O PT, embora tenha apoiado Aécio Neves em um momento anterior, decidiu votar contra o senador  e ensaiar um discurso pela "ética". O jornalista Mario Sabino, do site O Antagonista, escancarou a manobra: "O PT fez o seu teatro ético hoje, mas adorou ver Aécio Neves se safar. Um por todos, todos por um, num Senado com mais da metade investigada".

'Vocês esperavam algo diferente de uma casa em que quase todos são investigados?', questiona Ana Paula, campeã do vôlei

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A campeã olímpica de vôlei e colunista Ana Paula manifestou sua absoluta falta de surpresa com o resultado da votação que salvou Aécio Neves no Senado: "E vocês estão surpresos com o Senado em devolver mandato de Aécio? Vocês esperavam algo diferente de uma casa onde quase todos são investigados?!".

'17 dos 44 Senadores que votaram a favor do retorno de Aécio Neves hoje estão sendo investigados por diversos crimes no STF', relata promotor

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O promotor Roberto Livianu observou que quase metade dos senadores que votaram para revisar a decisão do STF e salvaram Aécio Neves são, eles também, investigados: "'17 dos 44 Senadores que votaram a favor do retorno de Aécio Neves hoje estão sendo investigados por diversos crimes no STF".

'Definitivamente, o melhor refúgio para os corruptos e estelionatários brasileiros é o Congresso Nacional', afirma general

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O General Paulo Chagas lamentou o nível de degradação a que chegou o País durante a atual legislatura: "Definitivamente, o melhor refúgio para os corruptos e estelionatários brasileiros é o Congresso Nacional!"

Veja como votou cada senador na sessão que salvou Aécio

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Os senadores, por 44 votos a 26, revisaram a decisão de Turma do STF que afastava o senador Aécio Neves do mandato. Aécio já pode retomar suas atividades. 

Em fala sobre o caso Aécio, Álvaro Dias lembra que é necessário acabar com o foro privilegiado; assista

Imagem: Reprodução / TV Senado
O senador Álvaro Dias, discursando na sessão que deve decidir o futuro de Aécio Neves, lembrou que o STF mudou de opinião e abdicou de sua competência para transferir poderes ao Legislativo. Para Álvaro Dias, o Brasil tem duas Justiças - uma para os parlamentares e outra para os brasileiros em geral. O impasse atual, segundo o senador, pode ser resolvido se a Câmara cumprir o seu papel e votar o fim do foro privilegiado. 

Alerta urgente de delegado sobre 'acordão' para salvar Lula, Temer e Aécio repercute nas redes sociais; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O delegado da Polícia Federal e deputado Fernando Francischini fez uma grave denúncia sobre um "acordão" entre os grandes partidos para salvar seus "caciques" envolvidos em corrupção. Segundo o Delegado Francischini, no "abraço dos afogados", "1º) PMDB e PT salvam AÉCIO do PSDB no Senado; 2º) PSDB e PMDB salvam TEMER do PMDB na Câmara; 3º) PT, PSDB e PMDB salvam LULA pressionando STF a fazer voltar a PRISÃO somente com trânsito em julgado".

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

'Atenção, Crime! Globo e artistas descarados fazem apologia à pedofilia num verdadeiro escárnio contra a família e o povo brasileiro!', afirma Levy Fidelix

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O presidente do PRTB, Levy Fidelix, criticou a rede Globo por sua abordagem da polêmica que se instalou após uma "performance" no MAM ter uma criança sendo estimulada a tocar um homem nu. Na cobertura da emissora, as pessoas que se indignaram com a cena foram comparadas a traficantes que destruíram um templo religioso. Fidelix manifestou sua indignação: "A Globo, mais uma vez, no Fantástico, com seus apresentadores, colocou panos quentes, chamando a si a responsabilidade e dizendo que os brasileiros não podem abrir mão da arte. Eu pergunto: arte é pedofilia?"

domingo, 15 de outubro de 2017

'A amnésia será curada', afirma jornalista após ex-presidente da Caixa ter 'pane de memória' sobre tratamento especial para a JBS

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O jornalista Leandro Mazzini, do Jornal de Brasília, previu que a "amnésia" apresentada pela ex-presidente da Caixa Maria Fernanda Coelho será "curada" após uma "devassa" da CPMI que investiga ações do grupo JBS.

"Confrontada no Senado pelo deputado Francischini (SD-PR), a ex-presidente da Caixa Maria Fernanda Coelho se esquivou ao ser indagada se outras empresas tiveram mesmo tratamento benevolente do banco como a JBS: 'Lamento, não tenho essa informação'. A amnésia será curada. A CPI vai para cima da instituição para desnudar contratos", relatou Mazzini.

Marcha em São Paulo apoia o General Mourão e pede imediata Intervenção Militar

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
Neste feriado de 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, ocorreu, em São Paulo, a  Marcha da Família Cristã pela Intervenção Militar.

URGENTE: 'Em nenhum momento anterior a Lava Jato esteve tão a perigo quanto agora', alerta procurador da Lava Jato

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
Carlos Fernando dos Santos Lima, Procurador na Lava Jato, emitiu um grave e urgente alerta: 

sábado, 14 de outubro de 2017

General Paulo Chagas classifica o Brasil como 'paraíso da impunidade' e diz que o povo deve lutar pela prisão após condenação em segunda instância

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O General Paulo Chagas criticou a aplicação exagerada do princípio da presunção da inocência, que ultrapassou a esfera penal e serve para manter no poder políticos corruptos. Para o general, o povo precisa lutar para impedir que o STF acabe com a prisão após condenação em segunda instância: "O princípio da 'presunção de inocência' transformou o Brasil no paraíso da impunidade! A prisão após segunda instância pode mudar isso!".

'STF decidiu, na prática, que parlamentares poderosos podem continuar a receber propinas sem risco de prisão, salvo se azarados e após muitos anos', afirma procurador da Lava Jato

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, resumiu os efeitos da decisão do STF que submeteu o Tribunal ao Legislativo: "o STF decidiu, na prática,  que parlamentares poderosos podem continuar a receber propinas sem risco de prisão, salvo se azarados e após muitos anos". 

Jornalista afirma que a Globo acaba de cometer suicídio: "A 'Vênus platinada' tomou mau caminho. Jogou-se contra a opinião pública em matéria gravíssima"

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O jornalista Percival Puggina reprovou a atitude da rede Globo, que saiu em defesa de uma "performance" em que uma criança era estimulada a tocar um homem nu, atacando as pessoas que se indignaram e comparando-as a traficantes que destruíram um templo religioso. Para o jornalista, o grupo Globo escolheu o lado errado ao colocar-se contra a opinião pública. 

'O Supremo lavou as mãos. A impunidade dos parlamentares seguirá firme', alerta General Pimentel

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O General Gilberto Pimentel lamentou a decisão do Supremo de submeter-se ao Legislativo: "Supremo Lava as Mãos - O STF sabe, e todos nós também, que não decidiu nada, que deixou tudo nas mãos do Senado e que nada acontecerá com o político infrator. Ou seja: Para o bem? Para o mal? A impunidade dos parlamentares seguirá firme. E aí, podem escrever: Aécio será, como tantos outros parlamentares corruptos, candidato a alguma coisa em 2018. Portanto, para o bem é que não foi a decisão do Supremo. Não há no país quem seja capaz de fazer prevalecer a Justiça sem que ocorram fraturas. Esse é o Brasil dos nossos dias".

URGENTE: Delegado faz grave denúncia de 'acordão' entre PMDB, PSDB e PT para salvar Lula, Temer e Aécio

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O delegado da Polícia Federal e deputado Fernando Francischini fez uma grave denúncia sobre um "acordão" entre os grandes partidos para salvar seus "caciques" envolvidos em corrupção. Segundo o Delegado Francischini, no "abraço dos afogados", "1º) PMDB e PT salvam AÉCIO do PSDB no Senado; 2º) PSDB e PMDB salvam TEMER do PMDB na Câmara; 3º) PT, PSDB e PMDB salvam LULA pressionando STF a fazer voltar a PRISÃO somente com trânsito em julgado".

Senadora Ana Amélia pressiona: 'Espero que essa votação seja com voto aberto, de forma transparente! Votarei para manter a decisão do STF, pelo afastamento do senador!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A senadora Ana Amélia Lemos ressaltou a importância da votação do Senado que irá decidir se acata ou não a decisão do STF de afastar o senador Aécio Neves. Ana Amélia disse: "Cancelei minha participação no Congresso Mundial sobre Diabetes, em Roma, na próxima semana, para votar na sessão do Senado, terça-feira (17), que irá decidir o caso Aécio Neves! Espero que essa votação seja com voto aberto, de forma transparente! Votarei para manter a decisão do STF, pelo afastamento do senador". A senadora enfatizou a necessidade urgente de se acabar com o foro privilegiado: "Os recentes casos envolvendo parlamentares e decisões polêmicas no STF apenas reforçam minha convicção: acabar com o foro privilegiado é medida inadiável!".

'Se nem os ministros do STF seguem a jurisprudência vinculante da própria corte, porque raios deveríamos segui-la?', questiona procurador

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O procurador Hélio Telho desabafou após o ministro Ricardo Lewandowski conceder mais um habeas corpus livrando da prisão um condenado em segunda instância. A concessão do habeas corpus contraria decisão colegiada do STF. "Se nem os ministros do STF seguem a jurisprudência vinculante da própria corte, porque raios deveríamos segui-la?", questionou Telho. 

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Justiça determina que votação no Senado sobre afastamento de Aécio deverá ser aberta

Imagem: Dida Sampaio/Estadão
O juiz Marcio Luiz Coelho de Freitas concedeu liminar proibindo o Senado de "adotar sigilo nas votações referentes à apreciação das medidas cautelares aplicadas ao Senador Aécio Neves". 

Pedido pelo fim da Lei Rouanet ganha impulso e aproxima-se de 100 mil apoios no site do Senado

Imagem: Reprodução
Uma ideia legislativa que pede o fim da Lei Rouanet aproxima-se de 100.000 apoios no site do Senado. As "ideias legislativas" podem ser propostas por qualquer cidadão; se uma ideia obtém 20 mil apoios, ela deve ser analisada por uma comissão do Senado e pode transformar-se em lei. A ideia de extinguir a Lei Rouanet e diminuir impostos conseguiu os apoios necessários em 38 horas e segue angariando mais apoios. A ideia legislativa pode ser consultada neste link

"Dilma gravou vídeo agradecendo os 'guerreiros' que protestam na frente do STF. Só se forem guerreiros de vento, porque gente que é bom...", ridiculariza Roberto Jefferson

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O presidente do PTB, Roberto Jefferson, fez chacota da ex-presidente Dilma, que gravou um vídeo agradecendo  supostas manifestações populares que pediriam a anulação de seu impeachment. Uma manifestação foi convocada por líderes petistas como a senadora ré Gleisi Hoffmann, mas, quando Dilma agradeceu, não havia ninguém em frente ao STF, onde o "protesto" foi marcado. 

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Procuradora protesta contra STF: 'O sistema reagiu e retrocedemos uns 30 anos. Tudo voltará a ser como antes e o sistema penal não terá mais réus famosinhos'

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A procuradora Hayssa Medeiros‏ ironizou a decisão do Supremo de submeter suas próprias decisões ao Legislativo: "STF acabou de criar um novo tipo de decisão judicial: decisão-sugestão. O destinatário acata se quiser e se não acatar não acontece nada. Cairá nos próximos concursos jurídicos. Atentai-vos". A procuradora também alertou para o retrocesso no combate à corrupção: "O sistema reagiu e retrocedemos uns 30 anos. Tudo voltará a ser como antes e o sistema penal não terá mais réus famosinhos".

'Decisão vergonhosa', diz jornalista e historiador Marco Antônio Villa ao apresentar charge sobre 'vergonha' no STF

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O historiador e jornalista Marco Antônio Villa mostrou uma charge para descrever a decisão do STF que submeteu a Corte máxima do País ao Legislativo. Villa descreveu: "Charge n'O Globo que retrata a decisão vergonhosa do STF em relação a Aécio Neves".

'Essa decisão torna o STF subserviente ao Poder Legislativo e apenas fomenta a impunidade', alerta procuradora

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A procuradora Thaméa Danelon, da Lava Jato de São Paulo, explicou a nocividade da decisão do STF que, para além de "salvar" o senador Aécio Neves, colocou o STF em posição de inferioridade em relação ao Legislativo e mostrou que, no Brasil, a Justiça não trata a todos de forma igual. 

Procurador Júlio Marcelo destroça o STF: "Ontem eu senti vergonha. Vejam essa pérola: 'O Senado não pode rever decisão do STF, apenas pode decidir se vai aplicar ou não. É diferente'"

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O procurador de contas Júlio Marcelo de Oliveira disse que a decisão do STF de submeter-se ao Legislativo o fez sentir vergonha, não apenas pela diminuição da instituição mas também pelos argumentos utilizados para justificá-la. Júlio Marcelo desabafou: "Ontem eu senti vergonha. Vejam essa pérola: 'O Senado não pode rever decisão do STF, apenas pode decidir se vai aplicar ou não. É diferente'".

Discurso de Dilma sobre o Dia das Crianças a torna alvo de chacota nacionalmente; veja vídeo e relembre

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Na semana do Dia da Criança, voltou a circular o discurso da ex-presidente Dilma que a tornou alvo de chacota em todo o País. Se depender dos internautas, o discurso de Dilma jamais será esquecido. 


'STF decidiu que só as raposas podem julgar os crimes das próprias raposas. Pobre povo brasileiro!', desabafa economista Ricardo Amorim

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O economista Ricardo Amorim desabafou após a decisão do STF que submeteu a Corte ao Legislativo: "STF decidiu que só as raposas podem julgar os crimes das próprias raposas. Pobre povo brasileiro!".

URGENTE: General se pronuncia sobre decisão do STF: 'O STF acaba de abaixar as calças para o Congresso! O processo de impunidade passa, em definitivo, ao controle da quadrilha!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O General Paulo Chagas lamentou a decisão do STF de submeter suas decisões ao Legislativo: "O STF acaba de abaixar as calças para o Congresso! O processo de impunidade passa, em definitivo, ao controle da quadrilha!".

‘A dupla Temer – Meirelles quer vender o Brasil a preço de banana. Quem pagará a conta serão nossos filhos e netos’, diz Levy Fidelix

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O presidente do PRTB, Levy Fidelix, criticou com veemência a empreitada de privatizações de Temer e Meirelles. "Pra fazer caixa, estão vendendo o Brasil. Estão leiloando; o Temer foi à China entregar a Eletrobras, Petrobras já está praticamente vendendo a própria produção para pagar a China sobre empréstimos do passado, Doria, em São Paulo, quer privatizar o Pacaembu, Anhembi, Autódromo e até o Sambódromo. Essa vocação privativista, tucana, também parece que  entrou ao estilo PMDB. É tudo a mesma coisa, né? PMDB, PSDB, PT, e os satélites entorno, toda essa canalhada quer vender o Brasil para seus próprios bolsos. Não estão vendo a nação como um todo. Dizem que é para eficiência, mas é mentira. Estão vendendo  o patrimônio para entregar para bancos. Por que não acabam com os juros anuais de 700 bilhões que se paga para bancos? Essas privatizaçõezinhas liquidam com o patrimônio nacional e não conseguem pagar banco. Isso é uma falácia, um crime contra a nação. Eu, como presidente da República, vou reverter isso tudo", analisou ele.

'Foi uma votação histórica. Que marcará o momento em que o STF se rendeu a um Congresso repleto de criminosos', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O jornalista Ricardo Noblat descreveu o julgamento que decidiu submeter as decisões do Supremo em matéria penal, envolvendo parlamentares, às casas legislativas: "Foi uma votação histórica. Que marcará o momento em que o STF se rendeu a um Congresso repleto de criminosos. Guardem a data".

'O que ocorreu hoje no STF é um caso inédito no mundo: o de uma Corte Suprema que promoveu a autocassação', diz jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O jornalista Mario Sabino, do site O Antagonista, enfatizou o fato da decisão do STF ter tirado os próprios poderes e cedido ao Legislativo: "O que ocorreu hoje no STF é um caso inédito no mundo: o de uma Corte Suprema que promoveu a autocassação. É o Estado Democrático de Dinheiro".

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

'A presidente tentou fazer parecer pequena a sua divergência. Mas seu voto derrotou o STF', diz procurador

Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A presidente do STF, ministra Carmen Lucia, ao proferir o voto de desempate na ação que submeteu decisões do Supremo ao Legislativo, tentou minimizar sua divergência, dizendo que concordava com o relator, ministro Edson Fachin. O ministro Fachin explicou firmemente que não havia concordância, e Carmen Lucia foi forçada a esclarecer seu voto, em meio a um caloroso debate entre os ministros. 

'Incapaz de dirigir uma reunião de condomínio, gaga e confusa, Cármen Lúcia não devia ter assumido o grave ônus de presidir STF nesta crise', diz jornalista

Imagem: Gilmar Ferreira
O jornalista José Nêumanne Pinto foi duro com a presidente do STF, Carmen Lucia. Responsável por desempatar o julgamento, que estava em 5 a 5, a ministra se confundiu, gaguejou, tentou dizer que concordava com o relator e foi desmentida, e finalmente decidiu que o STF só pode impor medidas cautelares a parlamentares se isso não atrapalhar o exercício de seus mandatos. Se as medidas cautelares incomodarem os parlamentares, as casas legislativas decidirão se podem ser aplicadas. Nêumanne criticou a presidente do STF: "Incapaz de dirigir uma reunião de condomínio, gaga e confusa, Cármen Lúcia não devia ter assumido o grave ônus de presidir STF nesta crise".

Homem protesta no STF após voto 'salva-Aécio' de Carmen Lúcia: 'Vendidos!'

Imagem: Rosinei Coutinho / STF
A presidente do STF decidiu, com seu voto de desempate, por submeter as decisões do Supremo ao Legislativo, se alguma medida cautelar atrapalhar as atividades dos parlamentares. Terminada a sessão, um homem que assistia ao julgamento gritou "vendidos". Ele foi retirado pelos seguranças do Supremo. A informação é do site jurídico Jota. 

Ministros pressionam e Carmen Lúcia explicita voto que salva Aécio

Imagem: Reprodução / TV Justiça
Em debate em que os ministros pressionaram a presidente do STF a se posicionar de forma clara sobre o real teor de seu voto, o ministro Alexandre de Moraes argumentou que a medida cautelar imposta ao senador Aécio Neves (recolhimento cautelar noturno), na prática, o impediria de exercer seu mandato e, assim, deveria ser decidida pelo Senado. Carmen Lucia aceitou alegremente a versão de "afetação indireta" do exercício do mandato. 

Voto de Carmen Lucia desagrada a todos e causa confusão no STF

Imagem: Reprodução / TV Justiça
Ao dar o voto de desempate, a presidente do STF, ministra Carmen Lucia, manteve com as casas legislativas quaisquer decisões que afetem o mandato de seus membros. A ministra afirmou que concordava com o relator, o ministro Edson Fachin, que imediatamente a corrigiu, mostrando que seu voto era frontalmente contrário. 

Carmen Lucia desempata julgamento e deixa ao Senado a decisão de afastar seus membros

Imagem: Reprodução / TV Justiça
A presidente do STF, ministra Carmen Lucia, deu o voto de Minerva na ação que decidia se senadores poderiam revogar decisões do Supremo que envolvessem seus membros. Gaguejando, Carmen Lucia decidiu que o STF não tem poder de afastar corruptos do mandato sem a anuência das casas legislativas. 

Ameaças à família de Janaína Paschoal coincidem com denúncias de graves irregularidades em concurso da USP

Imagem: Reprodução / Twitter
A  jurista Janaína Paschoal denunciou que vem recebendo ameaças, e que o início dos ataques coincidiu com graves denúncias que fez ao diretor da Faculdade de Direito da Universidade de S. Paulo. Janaína foi reprovada e ficou em último lugar em concurso para Professor Titular. 

Internautas lançam campanha de boicote à rede Globo no Dia das Crianças

Imagem: Reprodução

Circula na internet uma campanha, lançada por internautas, para um boicote geral à rede Globo no dia das crianças. A emissora atraiu a ira dos internautas por sua abordagem da questão da "performance" em que uma criança foi estimulada a tocar um homem nu em frente a uma plateia, no MAM-SP. A empresa fez uma série de programas em que tratou a população indignada como intolerante, violenta e ignorante. Um dos programas chegou a comparar as pessoas que se indignaram com traficantes que destruíram um templo religioso. O boicote está marcado para amanhã. 

'Denúncia grave: Dilma deu R$1 bilhão do nosso dinheiro para a JBS logo após a eleição! Temos de assumir o controle do grupo, somos os verdadeiros donos', diz Delegado Francischini

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
A ex-presidente da caixa Econômica Federal Maria Fernanda Ramos, em depoimento à CPI da JBS-Friboi, negou que tenha havido qualquer pressão dos governos de Lula e Dilma para favorecer as empresas do grupo. 

STF decide se Senado pode proteger parlamentares acusados de corrupção; assista ao vivo

Imagem: TV Justiça
O STF está reunido para decidir a aplicação de medidas cautelares contra parlamentares. O julgamento afeta o caso do senador Aécio Neves, que teve medidas cautelares impostas contra ele, como o recolhimento domiciliar noturno. Na interpretação de alguns partidos e parlamentares, embora o STF seja responsável por julgar criminalmente os parlamentares, a Corte não poderia "interferir no exercício do mandato parlamentar" sem autorização do Senado. 

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Ex-modelo e youtuber relata abuso que sofreu e condena exposição do MAM e artistas que a defendem

Imagem: Reprodução / Youtube
A modelo e youtuber Francis Simas gravou um vídeo impactante para manifestar sua indignação com a "performance" do MAM, em que uma criança foi estimulada a tocar um homem nu em frente a uma plateia. Simas relatou abusos sexuais que sofreu na infância para explicar os perigos de se naturalizar"situações de abuso. 

Campanha publicitária do OMO é interpretada como apologia à 'ideologia de gênero' e causa revolta nas redes sociais

Imagem: Reprodução / Youtube
Na semana do Dia das Crianças, o sabão em pó OMO fez uma campanha publicitária na forma de um "comunicado" aos pais, em que defendeu que as crianças não devem se limitar a brincar com brinquedos específicos para meninos ou meninas. Os internautas, no entanto, não gostaram do que entenderam ser uma defesa da ideologia de gênero, e o vídeo foi negativado de forma quase unânime: com cerca de 36 mil visualizações, o vídeo tem 36 mil negativações. 

Levy Fidelix renuncia ao fundão e desafia outros partidos a abdicarem: 'Desse vergonhoso fundão, o PRTB abre mão. Tirar do povo para financiar campanha é uma afronta imperdoável!'

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O presidente do PRTB e candidato à Presidência da República em 2014, Levy Fidelix, anunciou que renunciará ao "fundão eleitoral", também conhecido como "bolsa político" ou fundo para campanhas eleitorais. Segundo ele, trata-se de uma afronta imperdoável contra o povo brasileiro, pois desvia recursos dos cidadãos, os quais deveriam ser aplicados em benefício da população, para financiar políticos.

Deputado petista demonstra 'horror' após associação de empresários declarar apoio ao General Mourão

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
Após a Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa publicar um anúncio em jornal declarando apoio público ao General Mourão (saiba mais clicando aqui), o deputado estadual petista Péricles de Mello se mostrou "horrorizado". “O Brasil ainda não se recuperou totalmente da tragédia da ditadura militar imposta ao país entre os anos de 1964 e 1984 e não há a mínima razoabilidade em se propor a volta a um passado de terror”, disse ele.

Após a polêmica, o General Mourão vem sendo apoiando pelos membros do Alto Comando do Exército, assim como pelos mais diversos setores da sociedade brasileira.

Humorista Léo Lins se levanta contra o 'establishment' de artistas brasileiros: 'Homem pelado tocado por criança é arte?'; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
Em vídeo intitulado "Homem pelado tocado por criança é arte?", o humorista Léo Lins expôs sua opinião a respeito da polêmica exposição no MAM em que uma criança tocou um homem nu. Ele criticou severamente o uso de recursos públicos, caso exista, assim como a superficialidade e o caráter artisticamente questionável. "É claro que as pessoas estão comentando. Um cara pelado...Não me interessa se a mãe, a bisavó está junto. Um cara pelado com uma criança! Não interessa se a mãe está junto. É óbvio que aconteceria isso", comentou.

'Se estivesse no local, daria voz de prisão em flagrante. É crime de pedofilia', afirma delegado sobre exposição no MAM; veja vídeo

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O deputado Delegado Francischini, em entrevista à TVCI, foi questionado sobre a "performance" feita no MAM e enfatizou a necessidade de proteção à infância: "Para mim, aquilo é pedofilia. Acho que a maioria da população do nosso país também entende assim. Onde já se viu alguém se dizer artista, fazer uma apresentação completamente nu, e, pior ainda, uma mãe levar sua própria filha para contracenar com esse artista? Uma menininha de uns cinco anos de idade, com a mãe, de quatro no chão, apalpando esse homem. Se eles entendem que agora arte é fazer esse tipo de porcaria, alguém tem que fazer alguma coisa.  Eu apresentei um projeto de lei lá na Câmara que classifica como pedofilia a questão de contracenar com criança artista totalmente nu com os órgãos genitais expostos".

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

'Não vamos negociar valor, vamos proteger as crianças', diz ator sobre casos 'MAM' e 'Queermuseu'

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O ator Jonathan Nemer respondeu aos artistas que alegam que houve "censura" no repúdio da sociedade a mostras como os casos "MAM" e "Queermuseu". O ator gravou um vídeo incentivando o boicote às "obras de arte" que naturalizam crimes, e disse: "Não vamos negociar valor, vamos proteger as crianças".

'Os artistas da elite dizem: a arte tem de ser respeitada. E as crianças não?', questiona deputado ao apoiar a Dona Regina

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O deputado Sóstenes Cavalcante manifestou seu repúdio ao tratamento dado pela TV Globo à questão da criança estimulada a tocar um homem nu em frente a uma plateia: "Os artistas da elite dizem: a arte tem de ser respeitada. E as crianças não? Os religiosos não? Somos Todos Dona Regina".

'A Globo não está tentando te convencer que está certa, está avisando quem manda. Ela acha que é o Kim Jong-Un do Brasil', afirma jornalista

Imagem: Produção Ilustrativa / Correio do Poder
O jornalista Alexandre Borges manifestou sua indignação com a abordagem da rede Globo sobre o repúdio da população a exposições com conteúdos ofensivos ou criminosos. A emissora fez uma série de programas para "demonstrar" que os brasileiros são intolerantes e ignorantes. Segundo Alexandre Borges, "a Globo não está tentando te convencer que está certa, está avisando quem manda. Ela acha que é o Kim Jong-Un do Brasil".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...